Videos Relacionados

Loading...

terça-feira, 31 de agosto de 2010

A Análise do Comportamento


A Análise do Comportamento é um campo da ciência que tem como uma de suas filosofias de base o Behaviorismo Radical de B. F. Skinner. Este autor, em seu doutoramento, estuda a teoria de John B. Watson e se interessa pela ciência do comportamento. Em seus estudos elabora o que viria a chamar de Behaviorismo Radical. Defende o comportamento ir além da relação estímulo-resposta - relação mecânica entre ambiente e organismo - como defendia Watson, trazendo para o mundo científico o conceito de comportamento operante, ou a tríplice contingência - estímulo (contexto): resposta (comportamento) -> consequência (o que mantém ou suprime essa resposta), diferenciando-o do comportamento respondente (estímulo - responsta) de Watson. Considera o objetivo de estudo de Watson impraticável e limitado, dispensando o dualismo mente e corpo e adota o estudo de eventos encobertos (ou privados) por meio do relato verbal, tais como pensamentos e emoções. Skinner afirma serem estes da mesma natureza dos comportamentos públicos, visíveis a qualquer um, portanto, passíveis de estudo científico de acordo com uma ciência natural. A diferença entre tais eventos consiste somente na quantidade de pessoas que os observam, ou seja, na audiência. Seu critério de verdade é o pragmático, o qual adota a validade do evento a partir do contexto e do indivíduo, e não a partir do consenso como utilizava Watson, que defencia um evento ser passível de estudo científico quando duas ou mais pessoas podiam o relatar de forma semelhante. Assim, o Behaviorismo Radical estuda o organismo como um todo, enfatizando o comportamento como função de eventos ambientais, contudo, sem considerar a resposta em si própria, a topografia, considerando o comportamento a relação funcional entre o organismo e seu contexto. É uma filosofia monista*, materialista** (e não metafísica), determinista*** (e não pré-determinista), interacionista****, contextualista*****, externalista****** e selecionista*******.





*Filosofia que defende não existir a separação mente e corpo. O comportamento é também um fenômeno natural, ou seja, inteiro, assim como os fenômenos da natureza. O organismo se comporta por inteiro e não somente uma parte dele.

**Filosofia que defende todos os "tipos" de comportamento serem de natureza material, ou seja, não metafísica.

***Filosofia que defende o comportamento atual do indivíduo ser influenciado por eventos que ocorreram anteriormente em sua história de vida.

****Filosofia que defende o comportamento ser uma interação entre organismo e ambiente

*****Filosofia que defende o comportamento ser fruto do contexto no qual está inserido

******Filosofia que defende o comportamento ser função de elementos do contexto do indivíduo e não de aspectos internos a ele

*******Filosofia que defende o comportamento, semelhante à evolução das espécies de acordo com C. Darwin, ser selecionado pela interação com o ambiente. Os comportamentos mais bem sucedidos, que garantam a sobrevivência da espécie e do indivíduo, tendem a permanecer no repertório comportamental deste.


Nenhum comentário:

Postar um comentário